Arquivos de Categoria: Transceivers Ópticos

O que são transceptores conectáveis coerentes?

transceptores-conectaveis-coerentes

Os transceptores conectáveis coerentes transformaram as comunicações ópticas, proporcionando melhorias substanciais na capacidade de comprimento de onda, alcance e eficiência espectral, ao mesmo tempo que reduzem os custos por bit e o consumo de energia. Mas o que há dentro desses dispositivos compactos e poderosos? Acompanhe nossa série de duas partes enquanto dissecamos o conectável […]

400G ZR e ZR+: a perspectiva de uma empresa de engenharia de sistemas 

400G ZR e ZR+: a perspectiva de uma empresa de engenharia de sistemas

Introdução  A tecnologia coerente tem sido o padrão para redes de fibra óptica em transmissões de 100 Gbps e superiores, em distâncias >= 40 km, há mais de 10 anos. As conexões de dados da borda ao núcleo dependem fortemente da óptica coerente. Por volta de 2017, o OIF (Optical Internetworking Forum) começou a formar […]

3 elementos que os operadores de rede precisam verificar

Se você tem nos acompanhados, provavelmente percebeu que acreditamos muito em alta qualidade e interoperabilidade. De nossos laboratórios de teste de estresse a nossos engenheiros com experiência avançada, estamos constantemente transmitindo a mensagem de que fabricantes terceirizados de equipamentos ópticos podem competir com os NEMs legados – e fornecer a experiência em integração de sistemas […]

Boas práticas de uso em soluções ópticas

O transceptor óptico possui muitos componentes fotônicos e elementos de circuito elétrico de precisão. No uso diário, é importante seguir boas práticas de operação, caso contrário, pode-se danificar o dispositivo. Cuidados gerais: Sob nenhuma circunstância você deve olhar diretamente para a ponta da fibra. O comprimento de onda usado para transmissão não é visível a […]

CWDM e DWDM

CWDM e DWDM são formas de mandar mais de um sinal através de fibras monomodo. Para isso são utilizados vários comprimentos de onda, fazendo assim o que se chama de multiplexação por comprimento de onda. Cada canal não pode interferir com outro canal devido às propriedades físicas únicas da luz. Isso é útil porque significa […]

Active Optical Cables (AOC)

Os cabos ópticos do tipo AOC são equipamentos de telecomunicações cujo conjunto transceivers e cabo de fibra óptica são acoplados de fábrica, de tal forma que não possam ser removíveis facilmente um do outro. Esses equipamentos trazem como características:  Facilidade na implementação na rede (Plug & Play) Baixa contaminação por poeira  Eficiência energética Facilidade na […]

Conheça os Transceivers Ópticos QSFP28

Os Módulos ópticos QSFP28 100G Ethernet representam uma transição importante no mundo de redes ópticas. Com seu design de encapsulamento reduzido, estes transceivers proporcionam mais eficiência para diversas aplicações que requerem maior capacidade com um processo de ativação simplificado e econômico. O encapsulamento QSFP28, ou Quad Small Form-Factor 28, podem ser aplicados em links de […]

Form-factors: saiba como identificar um transceiver

Existem vários parâmetros para se definir qual transceiver utilizar em uma aplicação: padrão e taxa de transmissão de dados, comprimento de onda e alcance do link são exemplos de informações primordiais. Porém, o primeiro ponto a ser levado em consideração é o form-factor. O form-factor nada mais é do que a identificação do padrão do […]

Você sabe o que são Transceivers Ópticos? Entenda!

O termo “transceiver” é uma junção de partes das palavras “transmitter” e “receiver”, e traduz as funções básicas deste módulo: transmitir e receber dados através de uma rede de fibra óptica. Além de “optical transceivers”, é possível encontrar as mais variadas referências nas literaturas dos vendors de equipamentos de infraestrutura de telecomunicações, como “optical modules”, […]

Conheça a técnica (FEC) Forward Error Correction

Forward Error Correction (FEC) é uma técnica desenvolvida para identificar e corrigir uma determinada quantidade de erros em dados transmitidos por meio óptico, sem que as informações precisem ser retransmitidas. Tais erros podem ser interpretados como “ruído” no cotidiano. O processo de correção interno dessa técnica se dá pelo envio de dados redundantes, juntamente com […]