A rede óptica passiva (PON – Passive Optical Network) é a evolução da arquitetura de redes ponto-multiponto. Sua principal característica é que não existem equipamentos ativos entre a central e o equipamento do usuário final, não sendo necessária energia elétrica na rede para fazer a distribuição do sinal, desta forma é definida como uma rede passiva.

As tecnologias PON mais conhecidas e utilizadas são a EPON e a GPON, onde as duas utilizam a arquitetura FTTx (Fiber to the x – Fibra até o x). Nestes casos, o “x” se refere ao destino do ponto, podendo ser FTTH (Fiber to the home – Fibra até a casa), FTTB (Fiber to the building – Fibra até o prédio) ou qualquer outro ponto para onde se leve a fibra óptica. Suas características principais são o uso de infraestrutura de rede com alta qualidade, velocidade de conexão e altas taxas em transmissão de dados.

A principal diferença entre redes GPON e EPON é a velocidade de transferência. Enquanto a GPON (assimétrica) chega a velocidades de 2.5Gbps no downstream e 1.25 Gbps no upstream, na EPON (simétrica) a velocidade é 1.25 Gbps tanto no downstream quanto no upstream.

GPON

Ideais para provedores de internet que possuem alto número de usuários e serviços, as redes GPON ideais, sendo uma possibilidade para uma maior escalabilidade a médio ou longo prazo. Com a busca cada vez maior por serviços com necessidade de banda larga, como vídeos, jogos online e streaming, a rede GPON se torna atrativa para os provedores por sua alta performance, velocidade e qualidade nas conexões.

Existem dois modelos para os transceivers GPON: Classe B+ e Classe C+, diferindo entre eles o a potência de transmissão (TX Power) e a sensibilidade de recepção (RX Sens). Abaixo listamos as diferenças entre os transceivers Classe B + Classe C+.

Atualmente a FonNet comercializa transceivers GPON classes B+ e C+. Caso tenha necessidade de trasnceivers GPON, fique à vontade para entrar em contato com nossa equipe comercial.

EPON

Para os provedores que estão no início da oferta de serviços, as redes EPON se tornam bem interessante. Contando com menor complexidade, as redes EPON são uma tecnologia antecessora às redes GPON, contando com produtos mais acessíveis, porém sem degradação em qualidade. Um exemplo de utilização é em projetos descentralizados (que necessitem de várias OLTs – Optical Line Terminal) ou ISPs (Internet Service Providers) que atendam regiões com menor densidade, com 64 ONUs por porta. Um exemplo prático de implementação é a instalação em condomínios.

Assim como o consumo de dados evolui, as redes também estão em constante evolução, se transformando para suportar a demanda dos serviços. Hoje em dia as redes GPON são bastante utilizadas e possibilitam o compartilhamento da fibra entre vários usuários, dando a impressão de que cada usuário possua sua fibra exclusiva.

Podemos citar como evolução do serviço GPON as redes XG-PON1 (ou 10G-PON), que possuem velocidade de downstream de 10Gbps e upstream de 2,5Gbps, as redes XGS-PON com 10Gbps tanto em downstream quanto em upstream e as NG-PON2, garantindo velocidades simétricas de 40Gbps.

Gostou desse conteúdo? Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.